Artigo

Disney decide futuro de "Star Wars" sem Carrie Fisher

O estúdio responsável pela saga "Star Wars" marcou uma reunião para ponderar as opções para a General Leia.

A morte de Carrie Fisher a 27 de dezembro deixa um vazio por preencher na saga "Star Wars" e os principais responsáveis da Disney e Lucasfilm vão juntar-se na próxima semana para ponderar o futuro da icónica personagem Leia.

Todas as informações que circulavam iam no sentido de que a agora General de "O Despertar da Força" (2015) teria um papel muito mais relevante nos filmes que faltam da nova trilogia.

Fontes da produção indicaram ao The Hollywood Reporter que existiam dois momentos-chave: o reencontro de Leia com Luke Skywalker (Mark Hamill) e o confronto com Kylo Ren (Adam Driver).

O primeiro estará filmado pois fará parte do "Episódio VIII", cuja rodagem terminou no verão e chega aos cinemas em dezembro, mas não o segundo, que estaria planeado para o "Episódio IX", cujo argumento é de Colin Trevorrow e Derek Connolly.

Não se sabe em que fase está a pré-produção deste filme, mas Trevorrow é esperado em Los Angeles na semana de 10 de janeiro para reuniões com Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm.

Especula-se que a história envolvendo Leia pode ser cortada e até refilmada, com grandes partes da história a serem completamente reescritas e até ser necessário fazer alterações no "Episódio VIII" para justificar os ajustamentos que forem decididos.

Seja como for, uma vez que a rodagem do último filme de trilogia só está prevista para o início de 2018, existe tempo para debater as opções e não só: as mesmas fontes da Lucasfilm salientam que "as pessoas ali ainda estão em luto profundo pela morte de Carrie".

Comentários