Artigo

Roman Polanski não vai ser julgado por novo caso de violação de rapariga de 10 anos

As autoridades norte-americanas decidiram não avançar com acusações por causa de um caso de alegada violação ocorrido em 1975.

O realizador Roman Polanski não será levado a julgamento nos tribunais norte-americanos por causa de um caso de alegada violação ocorrido em 1975.

O Deadline avança que na base a decisão das autoridades judiciais está o facto de que os prazos esgotaram: o caso já prescreveu.

A 13 de outubro, inspirada pelas denúncias de asos de assédio e até violação envolvendo o produtor Harvey Weinstein, a artista Marianne Barnard relatou a sua má experiência com o realizador de origem polaca.

Após uma primeira denúncia de como Polanski lhe tirou fotografias nua com um casado de peles numa praia em Malibu antes de a violar quando tinha 10 anos, a polícia de Los Angeles abriu uma investigação a 12 de dezembro.

Ao jornal britânico The Sun, Marianne Barnard  contou os detalhes.

Ver artigo completo

Comentários