Artigo

Uma noite de amor e música em Manchester: Ariana Grande e amigos homenagearam vítimas dos atentados

A música foi o veículo das emoções no concerto solidário promovido por Ariana Grande, que decorreu este domingo, 4 de junho, em Manchester. "Somewhere Over the Rainbow" e "Don't Look Back In Anger" foram dois dos "hinos" que marcaram o "One Love Manchester".

Justin Bieber, Miley Cyrus, Katy Perry, Pharrell Williams, Coldplay, Niall Horan, Take That, Little Mix, Black Eyed Peas e Robbie Williams foram alguns dos artistas que se juntaram a Ariana Grande para apoiar e homenagear as vítimas do atentado do passado 22 de maio, em Manchester.  O concerto "Ariana Grande & Friends: One Love Manchester" decorreu no estádio Emirates Old Trafford e foi transmitido em direto para todo o mundo.

Marcus Mumford, com a canção "Timshel", foi o primeiro artista a subir ao palco instalado em Old Trafford. O músico pediu um momento de silêncio, num espetáculo onde a música reinou.

Seguiram-se os Take That, que levaram "Shine", "Glants" e "Rule the World". A banda agradeceu a Ariana Grande o convite. "Fomos todos afectados, mas estamos juntos", frisou o vocalista Gary Barlow, chamando depois a palco o seu antigo colega de banda, Robbie Williams.

O cantor britânico começou por cantar uma versão do tema "Don't Look Back In Anger", dos Oasis, dedicada à cidade. "Manchester é forte", cantou Robbie Williamns, continuando depois a atuação com um dos temas mais marcantes da sua carreira, "Angels".

Veja ou reveja o concerto completo:

Se estiver em versão mobile e tiver dificuldades em ver o direto clique aqui.

"Todos os nossos corações estão com Manchester e com o Reino Unido (...) Estamos de coração partido pelos pais que perderam os seus filhos, pelas crianças que perderam os seus pais ... Não há fim para o sofrimento. É assim que nós sabemos que não há fim para o amor", disse Robbie Williamns.

Pharrell Williams foi o quarto artista a atuar no espectáculo "Ariana Grande & Friends: One Love Manchester", cuja a receita destina-se ao fundo da Cruz Vermelha da cidade britânica, para apoiar vítimas do atentado terrorista, ocorrido no final de um concerto da cantora norte-americana.

Veja na galeria da BBC Radio 2 algumas das imagens do concerto:

"Tudo o que nós sentimos esta noite é amor, resiliência e energia positiva", disse o cantor que arrancou a curta atuação com "Get Luky", convidado de seguida Miley Cyrus para um dueto em "Happy".

"Estou honrada por estar neste concerto", confessou Miley Cyrus, que cantou "Inspired", acrescentando que "temos de tomar conta um dos outros" para ultrapassar as dificuldades.

Ver artigo completo

Comentários