"Birds of Prey (e a Fantabulástica Emancipação De Uma Harley Quinn)" pode ser um título complicado em Portugal, mas os principais cinemas americanos deram uma volta ao original "Birds of Prey: And the Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn".

Os cinemas Regal Cinemas, Cinemark e AMC Theatres, as principais exibidoras nos EUA, atualizaram os seus sites para "Harley Quinn: Birds of Prey".

Expositores nos cinemas também optaram por esta simplificação.

Apesar do que foi avançado por alguma comunicação social especializada, o The Wrap confirmou que não se trata de uma mudança oficial do título feita pelo estúdio Warner Bros., mas uma iniciativa dos cinemas para facilitar as pesquisas dos espectadores.

A alteração coincidiu com os resultados de bilheteira nos EUA, em que "Birds of Prey" ficou pelos 33,2 milhões de dólares, a pior estreia de um filme da DC Comics desde "Jonah Hex" em 2010.

Os analisas consideraram os resultados surpreendentes porque se trata de um dos filmes com melhores críticas do género.

LEIA A CRÍTICA NO SAPO MAG.

Nas análises ao que terá corrido mal para o filme liderado por Margot Robbie ficar abaixo das projeções de 50 a 55 milhões, aponta-se o marketing, os trailers pouco esclarecedores e... o título.

Personalidades de Hollywood têm dito sob anonimato ser incompreensível a decisão de não destacar Harley Quinn logo no início do título pois a personagem tem uma popularidade nos EUA semelhante às da Mulher-Maravilha, Joker ou Batman.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.