Se funcionou para "a rainha", pode ser que resulte também para o feiticeiro Harry Potter.

Em março de 2015, Helen Mirren declarou que a sua "grande ambição é estar num filme 'Velocidade Furiosa'" e o comentário tornou-se viral.

Provando que estava mesmo a falar a sério, reforçou a "campanha" durante outra entrevista e enviou um recado: "Vin, organiza-te!"

No fim, a vencedora do Óscar conseguiu o que queria e entrou em "Velocidade Furiosa 8" como a Magdalene Shaw, mãe dos irmãos interpretados por Jason Statham e Luke Evans, e a presença na saga consolidou-se: fez uma aparição no primeiro "spin-off", "Hobbs & Shaw" e está confirmada no elenco do nono filme, que chegará aos cinemas em maio de 2020.

Esta quinta-feira, Daniel Radcliffe esteve a promover no festival de Toronto a comédia com muita ação "Guns Akimbo" e uma entrevista à MTV sobre o facto de ser raramente escolhido para filmes do género acabou por ir parar à saga "Velocidade Furiosa".

O ator recordou que fez bastantes cenas mais físicas na saga "Harry Potter", mas reconheceu que isso não se proporcionou em quase todos os projetos que se seguiram e que, por várias razões, não é exatamente uma escolha muito óbvia para entrar em filmes de ação.

Jason Lei Howden, realizador de "Guns Akimbo", avançou com a teoria de que é preciso ser careca para ser estrela dos filmes de ação, como Vin Diesel e Dwayne Johnson, oferecendo-se para rapar o cabelo de ator para "Velocidade Furiosa 12".

Este pegou na deixa e mostrou-se mais informado sobre a saga, perguntando se haveria um papel para um "não condutor" em "Velocidade Furiosa 9".

Isto porque, segundo explicou, tirou a carta principalmente para conduzir nos filmes e não tem grande experiência ou talento.

Como há sempre uma "grande operação" no centro da história, Daniel Radcliffe sugeriu que podia ser o "contabilista".

Atualmente em rodagem, ainda não há detalhes sobre a história do nono filme, mas a estreia está marcada para 21 de maio de 2020.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.