Sempre foi uma figura reconhecível embora nunca tenha tido uma carreira feita de grandes papéis protagonistas ou de interpretações emblemáticas:
Dom DeLuise teve um percurso de quatro décadas em que espalhou o seu humor pelo cinema e pela televisão, em performances geralmente assentes na sua rotunda fisionomia e na sua expressiva maneira de falar. O artista faleceu ontem, 4 de Maio, num hospital de Los Angeles, onde fora internado devido a problemas respiratórios e insuficiência renal.

Chamou pela primeira vez a atenção no cinema em 1964, num curto papel em
«Missão Suicida», de
Sidney Lumet, mas, após algumas incursões de sucesso na televisão, foi à Sétima Arte que foi buscar alguns dos maiores sucessos da sua carreira, em papéis hilariantes em vários filmes de
Mel Brooks, designadamente
«Balbúrdia no Leste» (1970),
«Balbúrdia no Oeste» (1974),
«A Última Loucura de Mel Brooks» (1976),
«Uma Louca História do Mundo» (1981),
«A Mais Louca Odisseia do Espaço» (1987) e
«Robin Hood: Heróis em Collants» (1993). Sob as ordens de Gene Wilder, outro dos actores lançados por Brooks, participou em
«As Aventuras do Irmão Mais Esperto de Sherlock Holmes» (1975) e
«O Maior Amante do Mundo» (1977). Ainda sob a égide de Brooks, mas desta feita por via da sua mulher
Anne Bancroft, na única experiência desta na realização,
«Fatso» (1980), desta feita com DeLuise como protagonista por inteiro.

Outra parelha que deu que falar foi a que estabeleceu com Burt Reynolds durante os anos 70 e 80, em filmes como
«O Fim» (1978),
«A Corrida Mais Louca do Mundo» (1981) e a respectiva sequela, e
«A Melhor Casa de Prazer do Texas» (1982), além de darem juntos voz à animação
«Todos os Cães Merecem o Céu» (1987), de Don Bluth. Este trabalho vocal já o tinha feito para o mesmo realizador em
«O Segredo de Nimh» (1982) e
«Fievel, Um Conto Americano» (1986), e continuaria a fazer intensamente, no cinema e na televisão.

Além dos seus méritos na área da interpretação, Dom DeLuise era também um excelente cozinheiro, tendo deixado vários livros de cozinha. Casado com a actriz
Carol Arthur, e pai dos actores
Peter,
David e
Michael DeLuise, este último também argumentista e actor.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.