O American Film Institute (AFI) decidiu adiar homenagem a Julie Andrews por causa do coronavírus ou, na linguagem oficial, dos "atuais eventos".

Com 84 anos, a lendária estrela de "Mary Poppins" e "Música no Coração" ia receber o 48º prémio de carreira da organização, um dos mais importantes da meca de Hollywood.

"A decisão do AFI de adiar o evento é simplesmente em resposta à natureza em rápida evolução dos atuais eventos e à nossa promessa de garantir o bem-estar dos artistas e do público que se reúne todos os anos para festejar a forma de arte americana. Esta alteração irá permitir que toda a nossa atenção se concentre nos muitos dons que Julie Andrews deu ao mundo", explicou o CEO e presidente do AFI Bob Gazzale.

A noite de gala estava marcada para 25 de abril e vai passar para uma data no início do verão ainda a definir.

Uma das maiores honras que um profissional do cinema pode receber nos EUA, o chamado AFI Life Achievement Award é atribuido anualmente desde 1973 a alguém "cujo talento tenha avançado a arte do cinema de forma determinante; cujos feitos sejam reconhecidos por estudiosos, críticos, colegas e público em geral; e cujo trabalho resistiu ao teste do tempo".

O primeiro vencedor foi o cineasta John Ford e o mais recente o ator Denzel Washington.

Mais informações sobre o Covid-19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.