Não é de agora: filmes de super-heróis e animações, adaptações de produtos já conhecidos (videojogos, por exemplo) e sequelas, são decisivos na economia de Hollywood.

No entanto, uma maldição parece ter atingido as chamadas ' threequels', os terceiros capítulos de sagas populares.

Dos nove que foram lançados este ano, apenas dois fizeram mais dinheiro do que os filmes anteriores: "Capitão América: Guerra Civil", da gigante Marvel, e "Purge: Election Year", da saga de terror de baixo orçamento "A Purga".

Entre as vítimas, a maior de todas, por causa das consequências, foi "Da Série Divergente: Convergente", que teve menos 49% do que "Insurgente" (2015): a conclusão da saga com Shailene Woodley passa agora pela televisão.

Outro desastre foi "Inferno", da saga iniciada por "O Código Da Vinci" em 2007: nos EUA, as receitas desceram 76% em relação a "Anjos e Demónios" (2009), 32 milhões de dólares contra 133.

Consolação: os 182 milhões arrecadados a nível internacional, que ainda assim não são suficientes para a sensação de desilusão que fica deste filme de Tom Hanks como Robert Langdon.

As outras sagas com pouco futuro em Hollywood por causa do 'número 3' são "Barbershop", inédita comercialmente em Portugal, "Blair Witch" e "Star Trek".  Outras duas, "Bridget Jones" e "O Panda do Kung Fu", podem provavelmente avançar para o quarto filme graças ao sucesso fora dos EUA.

Dois dos analistas mais reputados do mercado, deram a sua opinião sobre o que aconteceu.

'Sejamos honestos, ir ao poço mais do que uma vez não é fácil quando falamos de 'franchises' de grande orçamento. Infelizmente, muitos estúdios estão em auto-gestão quando chega o terceiro filme. Em termos criativos, muitas das sagas ficaram gastas', adiantou Jeff Bock.

Paul Dergarabedian vai no mesmo sentido: ''É mais um problema de qualidade. Acho que as pessoas não querem saber que número existe atrás do título'.

Em 2017, chegam mais nove sagas a tentar a sua sorte pela terceira vez: "xXx: O Regresso de Xander Cage", "Rings" ( continuação de "The Ring - O Aviso", sem Naomi Watts), "Logan" (o terceiro "Wolverine"), "Smurfs: A Aldeia Perdida", "Carros 3", "Gru - O Maldisposto 3", "War for the Planet of the Apes", "Thor: Ragnarok" e "Um Ritmo Perfeito 3".

Bock acredita que Hollywood tem razões para estar muito preocupada, principalmente com ‘xXx3’, ‘Rings’ e ‘Logan’, que pensa estarem no fim da linha.

'A única [saga] que vejo que possa ultrapassar as receitas do capítulo anterior é "Smurfs: A Aldeia Perdida" — e é principalmente por se afastar completamente da saga original'; o estúdio Sony está a anunciar o projeto como um relançamento novo e apenas em animação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.