Com "007: Sem Tempo Para Morrer" a chegar aos cinemas (portugueses) já a 9 de abril, praticamente cinco anos após "007 Spectre", os produtores dos filmes começam a dar entrevistas para o promover.

No momento em que se fala de que Lashana Lynch é o 007 no 25º filme, Barbara Broccoli e Michael G. Wilson deixam claro qual esperam ser o futuro da personagem após o quinto e anunciado último filme com Daniel Craig: diversa, mas sempre um homem.

"Ele pode ser de qualquer cor, mas é um homem", disse Barbara Broccoli à publicação especializada Variety.

"Acredito que devíamos estar a criar novas personagens para mulheres, fortes personagens femininas. Não tenho interesse especial em pegar numa personagem masculina e ter uma mulher a fazê-la. Acho que as mulheres são muito mais interessantes do que isso", defendeu.

Em relação a quem será o sucessor de Daniel Craig, Michael G. Wilson garante que o campo de busca é vasto.

"Pensa-se nele como sendo britânico ou da Commonwealth, mas a Grã-Bretanha é um sítio muito diverso", explicou.

Além de Craig e Lynch, "007: Sem Tempo Para Morrer" junta no elenco Léa Seydoux, Ana De Armas, Christoph Waltz e Rami Malek, no papel do novo vilão, além dos habituais Ralph Fiennes, Naomie Harris, Ben Wishaw, Rory Kinnear e Jeffrey Wright.

O realizador é Cary Fukunaga, que co-escreveu o argumento com Scott Z. Burns e Phoebe Waller-Bridge ("Fleabag", "Killing Eve").

Este terça-feira, foi anunciado que Billie Eilish vai ser a voz do tema principal, tornando-se, aos 18 anos, na artista mais jovem de sempre. A canção foi composta em parceria com o irmão da cantora norte-americana, Finneas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.