Nova história, novas personagens e novos atores: James Gunn vai mudar tudo no próximo filme "Esquadrão Suicida".

Segundo o The Hollywood Reporter (THR), o realizador dos dois "Guardiões da Galáxia" está em negociações formais para ficar à frente do projeto que o estúdio Warner Bros anunciou na quarta-feira que chegará aos cinemas a 6 de agosto de 2021.

A novidade não é completamente inesperada: em outubro ficou a saber-se que tinha sido contratado para reescrever o argumento.

James Gunn foi despedido em julho do ano passado pela Disney quando ressurgiram alguns "tweets" ofensivos que o cineasta tinha publicado em 2009 e 2010.

Apesar de ter pedido desculpa e do apoio dos atores de "Guardiões da Galáxia", o estúdio não voltou atrás e rapidamente se ficou a saber que não faltavam outros interessados nos seus serviços em Hollywood.

O realizador tem estado em silêncio absoluto nas redes socias desde que pediu desculpas a 20 de julho de 2018.

As fontes do THR avançam que "The Suicide Squad" não é considerado uma sequela, mas um "relançamento" que irá noutra direção com personagens e atores maioritariamente novos que terá a mesma "vibração" que James Gunn colocou nos filmes da Marvel.

O original, de 2016,à volta de criminosos como Deadshot, Harley Quinn, Joker, Boomerang e Killer Croc, forçados a trabalhar para o governo americano em troca de penas de prisão mais leves, tinha no elenco tinha Will Smith, Jared Leto, Margot Robbie, Joel Kinnaman, Viola Davis, Jai Courtney, Jay Hernandez, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Ike Barinholtz, Scott Eastwood e Cara Delevingne.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.