Além da versão de
«O Médico e o Monstro» que está actualmente na longa agenda de projectos de
Guillermo del Toro, e que deverá adaptar o livro de forma literal e com a acção a decorrer na época Victoriana, a Universal decidiu apostar também noutra versão de sabor mais moderno,
«Jekyll», protagonizada por
Keanu Reeves e com argumento de
Justin Haythe, que assinou recentemente
«Revolutionary Road».

Ainda não foram divulgados detalhes do argumento, mas sabe-se que o dinamarquês
Nicolas Winding Refn, realizador da trilogia «Pusher» está a ultimar negociações para dirigir o filme.

A história, múltiplas vezes levada ao cinema, baseia-se no romance «O Médico e o Monstro», escrito por
Robert Louis Stevenson e publicado em 1886. O tema central é o da dupla personalidade, explorado através de um médico, Dr. Jekyll, que através de um soro se transforma no maléfico Mr. Hyde, que corporiza todas as suas pulsões negativas.

A Sétima Arte deu um tratamento de excelência invulgar a este livro, com dezenas de adaptações e vários clássicos entre elas. Para a história ficaram não só as adaptações directas de
1920 (com John Barrymore no papel principal), de
1931 (de Rouben Mamoulian e com Frederic March a ganhar um Óscar no papel protagonista) e de
1941 (de Victor Fleming e com Spencer Tracy, Ingrid Bergman e Lana Turner), como também versões mais livres como a paródia
«As Noites Loucas do Dr. Jerryll» (1963), com Jerry Lewis, refeito mais tarde como
«O Professor Chanfrado» (1996), com Eddie Murphy.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.