"O Irlandês" tornou-se um dos maiores perdedores da história dos Óscares, com 10 nomeações sem qualquer vitória, só ultrapassado por "A Grande Decisão" (1977) e "A Cor Púrpura" (1985), com 11 nomeações cada.

O seu realizador, Martin Scorsese, parece ter encaixado a rejeição e partilhou nas redes sociais uma imagem a segurar substitutos caricatos: o Lulu-da-pomerânia da filha, que se chama Yeti, e um troféu de carreira que recebeu em novembro no Festival Internacional de Cinema de Palm Springs.

Como se pode ver pela conta própria nas redes sociais, o Yeti de Francesca Scorsese tem tios famosos.

Apesar de perdido os Óscares, Martin Scorsese foi aclamado como um dos gigantes do cinema na cerimónia de domingo à noite e ficou claramente comovido quando Bong Joon-ho o homenageou durante o seu discurso ao receber o Óscar de Melhor Realização por "Parasitas".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.