Pela primeira vez em 26 anos, subiram os preços dos bilhetes de cinema no Japão.

Segundo o The Hollywood Reporter, duas das maiores exibidoras naquele país subiram a 1 de junho o preço dos bilhetes normais  em 100 ienes (82 cêntimos), para 1900 (15,67 euros). Em alguns locais, outros operadores também aumentaram o preço de bilhetes com descontos ou normais.

A última subida do preço foi em 1993 e o valor chegou a descer a seguir durante três anos, tal como a quantidade de bilhetes vendidos: o mercado japonês chegou a cair abaixo dos 120 milhões de espectadores em 1996, mas recuperou e chegou aos 180 milhões em 2016, o valor mais elevado em décadas.

O número de salas também duplicou, passando das 1734 em 1996 para as 3561 no ano passado.

Apesar dos preços terem subido ligeiramente por causa dos bilhetes 3D, IMAX, 4DX e outras experiências "premium", eles refletem a estagnação na economia japonesa desde o colapso da bolha financeira e imobiliária em 1991, que originou um período económico descrito como "a década perdida", a que recentemente foi adicionada a primeira do século XXI.

Na realidade, o preço médio dos bilhetes no Japão, que agora também se espera que suba, tem-se mantido nos 1315 ienes (10,84 euros) graças aos descontos atribuídos a estudantes, mulheres, idosos, casais com mais de 50 anos e a todos os espectadores em alguns dias do mês.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.