Após 23 anos de ausência, Rick Moranis vai regressar ao cinema para a sequela de "Querida, Encolhi os Miúdos".

Segundo a imprensa especializada, a Disney tentou controlar os rumores, mas o acordo está mesmo fechado.

O projeto, ainda sem data de estreia e que terá o realizador do primeiro filme, Joe Johnston, será mesmo para as salas de cinema e não para o serviço de streaming Disney+.

Agora com 66 anos, Rick Moranis começou por ser um ator secundário em "Os Caça-Fantasmas" (1984), mas tornou-se bastante conhecido com "A Lojinha dos Horrores", "Lar, Doce Lar... às Vezes" e principalmente "Querida, Eu Encolhi os Miúdos".

Neste filme de 1989, era Wayne Szalinski, o cientista que construía uma máquina e acidentalmente encolhia os filhos (e os do vizinho também!), levando-os a um mundo cheio de perigos.

O sucesso foi gigantesco e três anos mais tarde, a história foi ao contrário numa sequela também com algum impacto nas bilheteiras com o mesmo elenco, "Querida, Ampliei o Miúdo" (1992).

Após a esposa morrer de cancro, o ator começou progressivamente a diminuir o ritmo: ainda entrou em "Os Flintstones" (1994), mas após mais alguns filmes, retirou-se para cuidar dos filhos após "Querida, Encolhemos!" (1997), o terceiro filme da saga, lançado apenas em vídeo, mantendo apenas alguns trabalhos esporádicos de voz, como na animação "Kenai e Koda" (2002).

O regresso vai acontecer com "Shrunk" [Encolhido], que pretende ao mesmo tempo continuar a história original e relançar a ideia: agora seria Nick, o filho de Wayne Szalinski (papel de Josh Gad, a voz de Olaf nos filmes "Frozen"), que acabava acidentalmente por também encolher os filhos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.