Ann Devereaux é o nome da personagem que a oscarizada actriz
Renee Zellweger interpreta no filme
«My One and Only», realizado pelo britânico
Richard Loncraine, actualmente a concorrer ao prémio máximo no Festival de Cinema de Berlim.

A película baseia-se vagamente na juventude do actor
George Hamilton e nas suas experiências estrada fora com a mãe, que procurava um marido para sustentar a família.

Assim, a personagem de Zellwegger corteja, entre outros, um homem de negócios falido e um cruel oficial do exército, com o objectivo de garantir a sobrevivência da família, após ter encontrado o primeiro marido, um músico interpretado por
Kevin Bacon, na cama com outra mulher.

Há mais de dez anos que o projecto circulava pelos vários estúdios de cinema, mas só o ano passado teve luz verde para avançar.

«Este era um dos grande argumentos por realizar da história de Hollywood.», disse o realizador. «Toda a gente queria lê-lo, toda a gente o adorava mas ninguém o queria fazer. Foi mesmo difícil arranjar dinheiro. Ele não tem violência nem cenas abertamente sexuais».

O filme recria o que eram os EUA na década de 50, a meio caminho entre o medo da guerra atómica e o entusiasmos das novas maravilhas tecnológicas, como a televisão.

Zellweger sublinhou que a própria época lhe facilitou a composição da personagem: «foi divertido jogar com as oportunidades limitadas que as mulheres tinham na América naquela época. E também perceber como então era fácil agir fora dos moldes e não seguir as expectativas da sociedade, ser atrevida por assim dizer. Era fácil ser-se atrevida na América dos anos 50».

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.