Trata-se de
«Hachi: A Dog's Story» um muito popular conto japonês sobre Hachiko, um cão super-fiel que morreu numa estação de comboio enquanto esperava o seu dono.

De acordo com o actor,
«Hachi: A Dog's Story» é todo ele sobre o cão e a sua participação como actor no filme, foi «absolutamente secundária».

O filme, dirigido por
Lasse Hallström, teve a sua primeira exibição em Junho nos EUA durante o Seattle International Film Festival e estreará em Agosto no Japão.

A história de
Hachiko é uma lenda entre os japoneses, um país conhecido pelo seu gosto por animais de estimação e onde se valoriza imenso a lealdade que chega a levar ao auto-sacrifício.

Segundo a história, Hachiko costumava esperar sempre pelo seu dono, um professor na Universidade de Tóquio, na estação de comboio de Shibuya. Mesmo depois do professor falecer, o cão continuou todos os dias à espera na estação, durante cerca de dez anos, até que morreu em 1935.

As pessoas ficaram tão sensibilizadas com esta atitude que construíram uma estátua de Hachiko e colocaram-na na estação onde ainda hoje é um dos mais populares pontos de encontro.

A história de Hachiko foi adaptada ao cinema em 1987 num filme intitulado
«Hachiko monogatari» realizado por Seijirô Kôyama sendo que a versão actual transporta a acção para uma estação em Rhode Island.

Richard Gere disse que a raça de cães japoneses que foi utilizada (
Akita) é uma espécie de cães selvagens, bastante difíceis de treinar.

De início, o actor foi mesmo aconselhado a nem sequer olhar para os três cães que interpretavam Hachi já que eles «apenas fazem as coisas porque querem. Não se consegue comprá-los com comida» comentou.

Gere considera que o novo filme evoca em muito o ambiente e a arte dos filmes mudos. Muitas vezes, a equipa filmava o cão durante 12 horas e apenas gastavam 10 minutos para filmar os segmentos com o actor.

«A ideia era capturar algo orgânico e real que estava acontecer entre mim e os cães» disse o actor.

Curiosamente, a última vez que Richard Gere esteve no Japão foi há quatro anos, também para a apresentação de outro «remake» de uma história japonesa, o filme
«Vamos Dançar?», com
Jennifer Lopez e
Susan Sarandon.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.