Sigourney Weaver vai receber o prémio honorário do 64ª Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, que acontecerá de 16 a 24 de setembro, anunciou a organização.

A atriz receberá a distinção aproveitando a apresentação, fora de competição, do seu mais recente filme, "A Monster Calls", do realizador espanhol Juan Antonio Bayona, que já tem data de estreia marcada para Portugal: 20 de outubro.

O prémio Donostia já foi atribuído a estrelas como Glenn Close, Ian McKellen, Antonio Banderas, Julia Roberts, Woody Allen, Francis Ford Coppola e Robert de Niro, entre outros.

No caso concreto de Weaver, a distinção "reconhece a trajetória da atriz americana, cujo nome está em algumas das produções mais relevantes das últimas quatro décadas", afirmou o comunicado oficial.

Com efeito, após a estreia num pequeno papel em "Annie Hall" (1977), de Woody Allen, Sigourney Weaver ganhou visibilidade em 1979 com a interpretação de Ellen Ripley em "Alien, O 8º Passageiro".

A personagem tornou-se marcante na carreira, regressando em três sequelas até 1997, tornando-a a rainha da ficção científica. A segunda, "Alien, O Reencontro Final", de 1986, valeu-lhe uma nomeação para o Óscar de Melhor Atriz, proeza inédita para um filme daquele género.

Foi ainda nomeada para os Óscares em 1988 nas duas categorias de interpretação, por "Gorilas na Bruma" (Atriz Principal) e "Uma Mulher de Sucesso" (Secundária).

"Os Olhos da Testemunha" (1981), "O Ano de Todos os Perigos" (1982), "Os Caça-Fantasmas" (1984), "Dave: Presidente por Um Dia" (1993), "A Noite da Vingança" (1994), "A Tempestade de Gelo" (1997), "Heróis Fora de Órbita" (1999), "A Vila" (2004), "Avatar (2009), "Exodus: Deuses e Reis" (2014) e "Chappie" (2015) são outros títulos relevantes na carreira da atriz com 66 anos, que se prepara para voltar a ser Ellen Ripley pela quinta e última vez e fará quatro sequelas de "Avatar".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.