Apesar da consternação dos fãs que cresceram nos anos 1990, a nova versão de "Sozinho em Casa" vai mesmo avançar.

O filme com Macaulay Culkin de 1990 que se tornou um clássico de Natal é um dos títulos que a Disney quer "reimaginar" para "uma nova geração" do catálogo da 20th Century Fox após a fusão entre os dois estúdios.

Esse filme deu origem a várias sequelas, a primeira ainda com o ator e depois mais três sem ele, duas delas diretamente para vídeo, que não ficaram para a história.

Segundo o The Hollywood Reporter, Archie Yates será o sucessor de Macaulay Culkin no projeto para a nova plataforma de streaming Disney+.

O jovem foi uma das jovens estrelas reveladas por "Jojo Rabbit", como o melhor amigo do protagonista.

As fontes da publicação dizem que o projeto se chama "Home Alone" por causa das semelhanças do conceito, mas o título deverá mudar durante a produção.

No filme de 1990, Macaulay Culin era Kevin McCallister, inadvertidamente esquecido em casa quando a sua família viajava para as férias natalícias. Entregue a si mesmo, passava por várias experiências, incluindo proteger a casa de dois ladrões muito incompetentes.

Na nova versão, Ellie Kemper (da série "Unbreakable Kimmy Schmidt") e Rob Delaney ("Catastrophe ") vão ser um casal arruinado que, para salvar a casa, entram em guerra com um miúdo que roubou uma relíquia da família de valor incalculável.

Escrito por dois argumentistas do lendário programa "Saturday Night Live", este novo "Sozinho em Casa" começa a ser filmado no início de 2020 no Canadá por Dan Mazer ("Um Avô Muito à Frente").

"À Noite, No Museu", "Diário de um Banana" e "À Dúzia é Mais Barato" são outras sagas que a Disney quer recuperar para o seu serviço de streaming.
.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.