A estreia nos cinemas do muito aguardado novo filme de Christoher Nolan "Tenet" voltou a ser adiada por causa da COVID-19.

O filme, que a 12 de junho tinha sido adiado de 17 de julho para 31 de julho, passou agora para 12 de agosto nos EUA (uma quarta-feira).

A relançamento comemorativo do 10º aniversário de "A Origem" ("Inception") também passou de 17 para 31 de julho.

Todas estas decisões também deverão afetar o mercado internacional: em Portugal, está anunciado um ciclo de filmes de Christopher Nolan que arranca com "Dunkirk" a 2 de julho, seguido de "Interstellar" (2014) a 9, "A Origem" a 16 e deveria culminar com a estreia de "Tenet" a 30.

Na base do novo adiamento está o agravamento da pandemia nos EUA, com os números recorde das novos casos a nível nacional na quarta-feira, bem como a recente decisão do Estado de Nova Iorque, um mercado importante, de não colocar os cinemas na fase 4 da reabertura.

Também o condado de Los Angeles ainda não autorizou a reabertura.

Praticamente todos fechados desde meio de março, a notícia é um rude golpe para os cinemas, que montaram a sua estratégia de reabertura para o início de julho para estarem prontos para as estreias de "Tenet" e "Mulan" (que se mantém para 24 de julho nos EUA, mas que a imprensa especializada assegura que a Disney vai mudar).

"A Warner Bros está empenhada em levar 'Tenet' ao público nos cinemas, no grande ecrã, quando os exibidores estiverem prontos e as autoridades de saúde pública disserem que está na hora", indicou um porta-voz do estúdio na quinta-feira à noite (25).

"Neste momento, o que precisamos é ser flexíveis e não estamos a tratar isto como um lançamento tradicional. Estamos a optar por estrear o filme a meio da semana para permitir que o público descubra o filme ao seu ritmo, e estamos a planear estar em exibição mais tempo, durante um longo período muito para além do normal, para desenvolver uma estratégia de lançamento muito diferente e bem-sucedida", acrescentou.

O adiamento de "Tenet" provavelmente irá também deverá alterar as datas de filmes que estavam anunciados como contra-programação, como "Em Fúria", com Russell Crowe, atualmente a 10 de julho, além de "Bill & Ted Face the Music", com Keanu Reeves, que está a 14 de agosto.

O filme de Christopher Nolan é descrito como uma "viagem de inversão no tempo, ao penumbroso mundo da espionagem internacional, numa luta pela sobrevivência do planeta, com o objetivo de tentar evitar a Terceira Guerra Mundial e salvar a humanidade".

O protagonista é John David Washington ("BlacKkKlansman").

Rodado em sete países diferentes, no elenco estão ainda Robert Pattinson, Elizabeth Debicki, Dimple Kapadia, Aaron Taylor-Johnson, Clémence Poésy, Michael Caine e Kenneth Branagh.

VEJA O TRAILER.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.