A carreira de Hugh Jackman é indissociável do mutante Wolverine, mas a história dentro do género dos super-heróis podia ter sido muito diferente.

Segundo o Daily Mail, o ator revelou que esteve quase a ser despedido do papel que lançou a sua carreira durante a rodagem do primeiro "X-Men" (2000).

"Disseram-me que as coisas não estavam a funcionar como eles esperavam. Estava prestes a ser despedido do meu primeiro filme de Hollywood – o maior da minha carreira", explicou durante um espetáculo em Londres da sua digressão "The Man. The Music. The Show", onde interpreta canções do seu filme "O Grande Showman".

A esposa, Deborra-Lee Furness, também atriz, acabou por ser essencial para lidar com a situação.

"Estava zangado, fui ter com a minha esposa em casa e queixei-me. Estava a choramingar a um nível olímpico à Deb, a minha esposa, e a lamentar-me sobre esta pesssoa e aquela pessoa. Ela ouviu-me com muita paciência durante cerca de uma hora e finalmente disse apenas, 'Ouve, acho que apenas precisas de er confiança em ti mesmo. Estás a preocupar-te demasiado com o que todos estão a pensar. Regressa apenas à personagem, dedica-te a isso, confia no teu instinto. Tu consegues", recordou.

Hugh Jackman descreveu essa injeção de confiança como uma grande prova de amor.

O ator acabou por ser Wolverine em vários filmes ao longo de vários 17 anos, fazendo a despedida com "Logan" em 2017. É considerada uma das representações mais fiéis e preferida dos fãs no cinema de super-heróis.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.