Ao prémio podem concorrer obras inéditas de escritores nacionais, com ou sem livros publicados, devendo apresentar os títulos a concurso até ao dia 20 deste mês.

As obras serão avaliadas por um júri composto por três personalidades de reconhecido mérito, duas indicadas pela Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO) e uma pelo Conselho Municipal de Maputo.

A distinção tem o objectivo “de incentivar e consolidar os hábitos de leitura e de escrita e de promover e valorizar a literatura moçambicana".

O resultado do concurso será divulgado publicamente no âmbito das festividades do dia da cidade de Maputo.

De acordo com o regulamento do concurso, a obra vencedora poderá ser editada e publicada pela AEMO e pelo Conselho Municipal de Maputo.