Na sua conta no Instagram, Bryan Adams comentou a possível origem do novo coronavírus, atribuindo a culpa China. Na publicação, o cantor começou por recordar que deveria ter arrancando uma série de concertos no Royal Albert Hall, uma das mais importantes salas do Reino Unido.

No post, o músico culpa os mercados de Wuhan, na China, pela pandemia. "Devia estar a começar uma residência no Royal Albert Hall, mas graças a uns filhos da mãe que comem morcegos, vendem carne fresca e fazem vírus, o mundo está todo parado. Já para não falar dos milhares de pessoas que sofreram ou morreram com o vírus", escreveu nas redes sociais.

"Além de lhes agradecer, só tenho uma mensagem para eles: sejam vegans", rematou Bryan Adams.

A acompanhar o texto, o artista partilhou um vídeo em que aparece a tocar o tema "Cut Like a Knife".

Veja o vídeo:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.