O Hospital Central de Maputo acolhe, a partir do dia 30 de Novembro, uma exposição literária e fotográfica intitulada "Teresinha - Uma Vida em Moçambique", apresentada recentemente na cidade de Maputo.

Trata-se de uma obra que relata o quotidiano das mulheres, em Moçambique, vida de uma mulher em Moçambique, constituída 20 quadros que contêm, cada uma fotografia e um texto poético.

As criações estarão em exposição numa parede, na farmácia do HCM, construída de raiz pelos autores do projecto, a escritora moçambicana Lizié Champier e o fotógrafo português Mariano Silva.

Segundo os autores, "Este local foi escolhido por ser aquele onde a maioria dos pacientes passam algum tempo sentados à espera pela sua vez de serem atendidos. Pretende-se, com a exposição, proporcionar aos utentes daquele espaço um momento de espera mais positivo, possibilitando que desfrutem de poesia e fotografia".

O Director do Hospital Central de Maputo, Mouzinho Saíde, afirmou, no lançamento do projecto, que  a obra muito pode contribuir para a melhoria do ambiente do hospital, trazendo a beleza e a harmonia da poesia e da fotografia aos utentes do espaço da farmácia do Hospital.

“O hospital é espaço que deve promover a saúde, através do bem-estar social, mental e cultural, bem como a interação entre médicos, enfermeiros, auxiliares, pacientes, familiares e a arte pode e deve ser também uma ferramenta para podermos melhorar o estado de saúde daqueles que sofrem", disse.

O projecto "Teresinha - Uma vida em Moçambique", prevê, ainda, uma exposição no Hospital Central da Beira, para além do lançamento de um livro, um filme, uma peça teatral e a composição de uma novela.