Dwayne Johnson deixou críticas fortes a Donald Trump num vídeo de apoio ao movimento Black Lives Matter".

Trata-se de uma das posições políticas públicas mais fortes do ator, que no passado admitiu querer seguir uma carreira política daqui a alguns anos, mas se tem mantido equidistante entre os partidos Democrata e Republicano.

O nome do presidente dos EUA nunca é mencionado no vídeo de oito minutos e 25 segundos da estrela de cinema, que tem muito mais seguidores nas suas redes sociais, mas percebe-se claramente de quem está a falar.

"Onde estás? Onde está o nosso líder? Onde está o nosso líder neste momento em que o nosso país está de joelhos, implorando, suplicando, magoado, zangado, frustrado, em dor de braços abertos, apenas a querer ser ouvido?", diz o ator no vídeo já com mais de oito milhões de visualizações.

Dwayne Johnson pergunta com frequência "Onde é que estás" durante o seu monólogo sobre os acontecimentos desencadeados pela morte de George Floyd a 25 de maio, após um polícia ter colocado o joelho no seu pescoço durante quase nove minutos em Minneapolis (EUA).

O ator também ataca o movimento "All Lives Matter" [Todas as vidas são importantes], um slogan que costuma ser usado para relativizar o "Black Lives Matter".

"Claro que todas as vidas são importantes, mas neste preciso momento, neste momento decisivo, crucial e explosivo, em que o nosso país está de joelhos… devemos dizer as palavras: as vidas dos negros são importantes [Black Lives matter]", diz.

VEJA O VÍDEO.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.