Jimmy Kimmel anunciou na quinta-feira à noite (19) que vai fazer uma pausa durante dois meses do seu "talk show" para passar mais tempo com a família.

O apresentador não indicou a data precisa para o seu regresso, mas estará de volta para a cerimónia dos Emmys, que se realiza a 20 de setembro.

Quem não ficou contente com as novidades foi Matt Damon.

"Há quase 18 anos que ando  fazer isto. Durante a minha ausência, uma quantidade gigantesca de pessoas capazes irá substituir-me", explicou o apresentador, após descansar os seus espectadores de que está tudo bem e que só precisa fazer uma pausa.

Foi nesse altura que emerge de um quarto Matt Damon, de roupão, máscara e uma bebida na mão, em mais um capítulo na "zanga" cómica que os dois mantêm há mais de uma década porque a estrela acaba por nunca ser entrevistada no programa por falta de tempo.

Agora, o problema é ter estado três meses fechado no quarto à espera para entrar no programa, que está a ser filmado em casa do apresentador por causa da COVID-19.

Pouco depois, a mulher de Kimmell também sai do mesmo quarto e de roupão.

"Vou divorciar-me e voltar a juntar-me com o Pharrell Williams", reagiu o apresentador.

VEJA O VÍDEO.

A "zanga" começou em 2006, quando, desiludido no fim de um episódio mais fraco, o anfitrião do "Jimmy Kimmel Live!" decidiu pedir desculpas a Damon, "à espera nos bastidores" para ser entrevistado, por terem esgotado o tempo.

O nome surgiu por acaso, pois uma grande estrela nunca ficaria reservada para o fim de um programa, mas o produtor do "talk show" gostou da piada e Kimmel passou a repeti-la todas as noites.

A desculpa tornou-se popular e, alguns meses mais tarde, quando Damon foi convidado, surgiu uma luta em direto e não se realizou a entrevista.

Os desencontros sucederam-se e tudo piorou com um lançamento de um vídeo em 2008 com Sarah Silverman, então namorada de Kimmel, a confessar que estava a ter um caso com Matt Damon.

Desde então os dois não têm perdido uma oportunidade para manifestar o seu mútuo desdém e apesar de várias tentativas, o ator nunca foi entrevistado no programa.

Quando foi anfitrião da cerimónia dos Óscares em 2017, Kimmel aproveitou para fazer várias piadas à custa do rival e chegou a assumir a posição de maestro para obrigar a orquestra a tocar música e impedi-lo de apresentar um prémio.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.