Em Maputo, concretamente no balcão instalado no Baía Mall, coube ao grupo especializado em música clássica, Orquestra Xiquitsi, formado por adolescentes e jovens, a responsabilidade de proporcionar momentos musicais naquele local.

Com cinco temas, dentre eles, o clássico da música moçambicana “Elisa Gomara Saia”, os coristas da Orquestra Xiquitsi desfilaram a sua classe, despertando a atenção não só dos clientes do Barclays, como também dos que passeavam pelos corredores do estabelecimento.

O momento de celebração do Dia Mundial da Música, foi testemunhado pelos clientes e colaboradores do Barclays Moçambique.

Na ocasião, o gerente do banco, Ivan Massinga, reconheceu a importância da música para o mundo, deixando visível que é um facto honroso para o Barclays apoiar as artes, principalmente a música numa data comemorativa.

“Para o Barclays a música é um veículo de comunicação que emociona, educa, alegra as pessoas e, acima de tudo, tem o poder de unir culturas. E foi desta forma que o Barclays surpreendeu seus clientes proporcionando momentos inesquecíveis de música através dos coros da Orquestra Xiquitsi”.

Já o coordenador e corista do Xiquitsi, Estêvão Chissano, considerou que a actuação do grupo foi uma grande oportunidade para mostrar alguns dos melhores números do Xiquitsi e, sobretudo, recordar a importância da música na sociedade.

“A música é uma terapia, por isso não se deve olhar para ela como mais um detalhe. De qualquer forma a música faz parte de nós”, disse.

Estêvão Chissano, terminou instando aos pais e encarregados de educação a inscreverem os seus filhos nas escolas de música, de forma a intensificar o gosto pela mesma.

Para além, do Baía Mall em Maputo, os balcões do Barclays sitos nas cidades da Matola, Beira e Nampula, também foram palco de demostrações musicais, feitas por grupos heterogéneos.

A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

Promover a arte musical em todos os setores da sociedade, divulgar a diversidade musical, aplicar ideais da UNESCO como a paz e amizade entre as pessoas, a evolução das culturas e a troca de experiências, são alguns dos principais objectivos da celebração da efeméride.