O “Beergarden Concertos” é um projecto anual de actuações ao vivo que vão decorrer durante o inverno no Beergarden. O projecto conta com artistas nacionais e prevê a vinda de artistas internacionais sempre focados em um nicho mais jovem como também prevê momentos únicos e memoráveis promovendo experiências “multi-disciplinares” entre fazedores do hip-hop e jazz, Dj’s e música clássica. No final de cada sessão vai sempre ter “chill out after gig” com um DJ convidado.

A primeira experiência junta um "Hip-Hopper" com uma nata de instrumentistas moçambicanos que oscilam entre o jazz e o tradicional. "Duas Caras" terá o acompanhamento de Stélio Zoé na bateria, o baixo estará a cargo do Reialdo, Lírio comanda os teclados, a guitarra-solo será ministrada por Djivas e Onésia e Pauleta, nos coros.

Este é o elenco que, possivelmente, irá acompanhar o rapper daqui em diante, tendo em conta o seu compromisso, a partir de 2019, com espectáculos apenas actuados em banda e maduros, contrariamente ao que tem vindo a fazer desde que a sua carreira despontou, em 2002, com o lançamento de “Um Passo em Frente”, primeiro álbum da GPro.

A ideia de Duas Caras abrir este ciclo de concertos que pretende, mensalmente, albergar uma banda é remota. Zé Pires, o proprietário do Beergarden, conhece o artista antes mesmo da gravação do primeiro álbum da GPro e, de lá para cá, construíram uma grande amizade.

Também, frisa Pires, o facto do Beergarden ter sido o primeiro local a acolher os lançamentos de CD de Hip-Hop, tornando-se uma referência na capital para este género musical, teve um papel preponderante para que fosse o Duas Caras a abrir a cortina dos muitos e bons shows que se avizinham.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.