Lana Del Rey será um dos destaques da primeira edição do Meteor Festival, evento que se irá realizar de 6 a 8 de setembro em Telavive, em Israel. Depois de aceitar o convite, muitos seguidores pediram à cantora para cancelar a atuação para apoiar os palestinianos.

"Percebo que muitos estejam chateados com isto. Percebo (...) Acredito que a música é universal e devia ser usada para nos aproximar uns dos outros", escreveu a artista norte-americana nas redes sociais.

Em comunicado, Lana del Rey explicou que aceitou "dar este concerto para os miúdos de lá, e o plano é que seja feito com uma energia calorosa e ênfase na paz".

"Se não concordam com isto, eu percebo (...) Nem sempre concordamos com as políticas dos sítios onde tocamos, mesmo no nosso próprio país, mas somos músicos que dedicaram as suas vidas à estrada", frisou, acrescentando que o concerto em Telavive "não é uma tomada de posição política". "Tocar na Califórnia não significa que que as minhas opiniões estejam alinhadas com as do meu atual governo", escreveu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.