Ric Ocasek, fundador e principal vocalista da banda de rock The Cars, faleceu no domingo aos 75 anos, em Nova Iorque.

O artista foi declarado morto por volta das 16h00 no seu apartamento em Manhattan pela equipa que respondeu a uma chamada de emergência, avançou a polícia de Nova Iorque. As causas da morte vão ser investigadas, mas não há indícios suspeitos.

A banda foi fundada em 1976 em Boston por Ocasek com Benjamin Orr, que faleceu em 2000 vítima de cancro.

Entre os sucessos estão “Good Times Roll”, “My Best Friend’s Girl”, “Just What I Needed”, “It’s All I Can Do” e “Let’s Go” no final dos anos 70.

Na década seguinte, surgiram “Since You’re Gone”, “Shake It Up” e “Magic”, cujos videoclips tornaram Ocasek uma improvável excêntrica estrela da era MTV.

Os The Cars lançaram seis álbuns até à separação em 1988 e um sétimo em 2010 com os membros sobreviventes, a que se seguiu uma curta digressão. A banda foi incluída no Rock and Roll Hall of Fame em 2018.

Ocasek lançou sete álbuns a solo e na era pós-Cars tornou-se ainda um produtor muito procurado, trabalhando com os Weezer, Bad Brains, Guided By Voices e No Doubt, entre outros.

Participou também como ator em "Made in Heaven / Talhados no Céu" (1987), com Timothy Hutton, e fez uma curta aparição em "Hairspray / Laca" (1988), de John Waters.

Ocasek casou três vezes e teve dois filhos de cada relação. Terá sido a terceira esposa, a antiga super modelo checa Paulina Porizkova, de quem estava separado, que o encontrou e chamou as autoridades. Os dois casaram em 1989, cinco anos após se conhecerem na rodagem do vídeo para a canção "Drive".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.