No fim de semana passado, Nicki Minaj fez uma viagem até à China para atuar num festival de música. Mas tudo não passou de uma burla, conta a revista NME.

A artista viajou até Xangai para fazer uma atuação de cerca de 90 minutos no festival Djakarta Warehouse Project China. De acordo com a imprensa, a organização do alegado festival iria pagar mais de três milhões de dólares à rapper.

Porém o evento foi cancelado porque os promotores estavam a usar a marca de um outro festival em Bali, o DWP, para divulgar o seu projeto. A organização do festival original acusou o Djakarta Warehouse Project China de violação dos direitos de autor.

"O evento supostamente realizado em Xangai nos dias 17 e 18 de novembro de 2018 não tem autorização para usar a marca DWP, que não tem associação com o evento", frisou a DWP International em comunicado.

Segundo a Consequence of Sound, os organizadores do evento falso responderam ao comunicado, frisando que eram um "festival legítimo" e com apoio da empresa que criou o DWP.

Nicki Minaj só se apercebeu de toda a situação quando já se encontrava na China. A artista recusou-se a atuar, deixando milhares de pessoas à sua espera. Nas redes sociais, a cantora prometeu aos fãs que iria voltar mas com um "parceiro melhor".