Pablo Alborán decidiu abrir o coração aos fãs e fazer uma revelação. ""Olá família, olá a todos. Como vocês sabem, no mundo, há algumas notícias agridoces ultimamente. Todos nos sentimos estranhos, repensamos a vida, o trabalho... O que nos faz felizes e o que não nos faz. (...) Hoje quero que o meu grito seja um pouco mais forte, que tenha mais valor e peso: estou aqui para contar que sou homossexual", disse o cantor de Málaga na sua conta no Instagram.

"Nada acontece, a vida continua a mesma. Preciso de ser um pouco mais feliz do que já era", frisou o artista de 31 anos no vídeo partilhado esta quarta-feira, dia 17 de junho.

"Penso que em muitas situações nos esquecemos do amor que nos une, que nos torna mais fortes e melhores. E hoje, com este amor, quero contar algo muito pessoal. Sempre  lutei contra o racismo, xenofobia, machismo, transfobia, homofobia, contra qualquer tipo de ódio... e hoje quero que o meu grito seja um pouco mais alto", sublinhou no vídeo.

No vídeo, o artista sublinha ainda que espera que a mensagem sirva de apoio: "Infelizmente, há muita gente que não vive assim e, por isso, espero que esta mensagem sirva para tornar o caminho mais fácil a alguém".

"Sempre pensei que qualquer um se podia identificar com as minhas letras, para mim a música é livre e quero sentir-me tão livre como as minhas canções", acrescenta.

Veja o vídeo:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.