“Nigga Juaz” é também título de uma das faixas que compõem o mais recente trabalho de Emerson, ou simplesmente Kid Sony, que para além de rapper é finalista do curso de engenharia electónica e telecomunicações, na Escola Superior de Ciências Náuticas.

O nosso interlocutor disse ainda que a concepção e publicação do EP “Nigga Juaz” deve servir como exemplo de um jovem que ama o que faz e mesmo enfrentando dificuldades supera os seus próprios medos e receios, apresentando ao mundo o que de mais belo sabe fazer.

“Podia ser um amante de basquete, não interessa … desde que as pessoas façam o que mais agrada as suas almas. Eu particularmente não gostava de, daqui a 10 anos, experimentar a sensação de arrependimento por simplesmente não ter lançado este EP”, explicou Sony, revelando que disponibilizou as músicas no dia do seu aniversário.

Rapper Kid Sony convida à mudança de comportamento com EP “Nigga Juaz”

E de lá para cá, Kid Sony diz estar a receber um feedback positivo. Porém assumiu que uma das maiores barreiras que tem sentido até então é fazer chegar a sua música a mais pessoas.

Essencialmente, o rapper posiciona-se como um “fazedor de música” com cunho social interventivo.

Sobre o título do EP, Sony revelou que a escolha do nome (Juaz, uma adaptação que provém de João) foi oportuna, já que procurava um nome engraçado e original quando compunha a música que retrata a história dramática de um jovem do subúrbio que “deixa de ser ele mesmo para agradar a certas pessoas”, recorrendo ao furto, acabando por ser detido.

“Vida”, “I try”, “O.M.G”, “Desanove Noventa e Cinco”, “Como deve Ser”, são algumas das faixas que podem ser ouvidas no “Nigga Juaz”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.