A forma de consumo e de divulgação de música mudou radicalmente na última década, especialmente com o nascimento dos serviços de streaming, que ajudaram a combater a pirataria. Esta segunda-feira, dia 28 de outubro, o Spotify revelou que registou um lucro trimestral significativo.

A plataforma online avançou que registou um aumento significativo no número de assinantes, surpreendendo o mercado, que esperava um prejuízo.

No final de setembro, o Spotify tinha 248 milhões de assinantes, dos quais 113 milhões usavam o serviço pago - feitas as contas, o serviço de streaming registou um aumento de 31% nos últimos 12 meses.

No último trimestre, o serviço de streaming superou os prognósticos publicados em julho, que estimava um crescimento até 245 milhões de subscritores.

Face aos bons resultados, o Spotify elevou a meta de assinantes até o fim de 2019, de 255 milhões a 270 milhões, contra 250 a 265 milhões.

A receita líquida foi de 241 milhões de dólares, enquanto os analistas esperavam um prejuízo líquido, segundo estimativa do Yahoo! Finanças.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.