Gritos de euforia, choro, aplausos: os fãs de "A Guerra dos Tronos" assistiram com paixão até o último segundo da série que chegou ao fim no domingo após oito temporadas.

"Foi mais intenso que uma final de futebol americano", afirmou à AFP Ewald Klautky, que trabalha na indústria cinematográfica e assistiu ao 73° episódio, o último da saga, num pub irlandês de Los Angeles, ao lado de 200 pessoas.

O episódio final selou o destino de Daenerys Targaryen, Jon Snow, Tyrion Lannister, Sansa e Arya Stark, nomes que já entraram para o imaginário da cultura popular.

O fim da série de fantasia/medieval, um sucesso planetário com a história das famílias que lutam pelo poder no mundo fictício de Westeros, provocou paixões entre os fãs presentes no pub Brennan's, que tinha inclusive um Trono de Ferro na decoração.

O estabelecimento da zona oeste de Los Angeles também serviu uma bebida inspirada na série, "Night King" ["rei da noite"], um dos vilões, que consistia em whisky com gelo azul.

Os espectadores gritavam quando as suas personagens preferidas apareciam nos ecrãs espalhados pelo pub.

[AVISO DE SPOILER]

Um dos momentos de maior entusiasmo aconteceu quando a rainha Danaerys fez a entrada triunfal sobre as ruínas da capital.

Alguns minutos depois, Danaerys foi morta pelo seu amante e sobrinho Jon Snow, o que provocou cenas de histeria e consternação.

[FIM DE AVISO DE SPOILER]

"Vou assistir ao episódio novamente em casa, com calma", declarou Shobhana Chetri, de 28 anos.

A engenheira afirmou que gostou da experiência coletiva, mas ao ser questionada sobre o fim da série, foi sucinta: "Dececionante".

Polémica

A última temporada foi alvo de várias polémicas, mesmo antes da exibição do episódio final.

As críticas concentraram-se no ritmo mais acelerado para a produção do canal por cabo HBO, o que provocou mudanças consideradas apressadas e cenas cruciais de poucos minutos, após anos de espera.

A deceção chegou ao ponto de um grupo de fãs iniciar uma petição no site Change.org a pedir à HBO para refazer toda a oitava temporada com "argumentistas competentes". Mais de um milhão de pessoas já assinaram a campanha.

As principais críticas concentram-se na personagem Danaerys, mulher forte, decidida e adorada por muitas espectadoras, que se transformou numa tirana pouco antes do episódio final.

Isto não irritou Corey Ben-David, fã da "Mãe dos Dragões".

"Dany fez o que ela mesma disse. A sua evolução é lógica", declarou a espectadora de 34 anos, que leu os cinco livros de George R. R. Martin que inspiraram a série de TV - o autor ainda deve lançar os dois volumes finais da saga.

Fãs em redor do mundo também acompanharam o último episódio, alguns durante a madrugada, ao mesmo tempo que os americanos, para evitar "spoilers" nas redes sociais, durante a manhã.

Uma pesquisa do The Workforce Institute indicou que 27 milhões de americanos previram que assistir ao último capítulo de GoT teria consequências esta segunda-feira: muitos citaram queda de produtividade, que chegariam atrasados ou simplesmente não comparecerão aos locais de trabalho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.