O parlamento do Canadá aprovou uma moção esta quarta-feira, dia 30 de janeiro, onde exige que a Netflix retire do filme "Bird Box" ("Às Cegas") as imagens do acidente ferroviário de Lac-Megantic, que matou 47 pessoas.

O acidente do comboio em Lac-Mégantic, que explodiu em 2013, foi causado por uma  má montagem dos travões de mão. À BBC, o serviço de streaming confirmou que foram usadas imagens do desastre no filme.

A plataforma de streaming pediu desculpas, mas recusou-se a remover as imagens, alegando que não pode fazer alterações num conteúdo que já está finalizado e disponibilizado online.

Julie Morin, presidente da Câmara Municipal de Lac-Mégantic, explicou que está a tentar que a Netflix remova as imagens. "Podem ter a certeza que vamos acompanhar o caso e que os nossos cidadão estão do nosso lado", frisou.

Segundo o The Guardian, os espectadores canadianos já  tinham criticado o uso das imagens do desastre numa outra produção da Netflix, a série "Travelers". Na altura, a produtora explicou que os vídeos foram comprados a uma agência.

"Já é difícil ver as imagens quando são usadas normalmente e com respeito nas notícias Imaginem só quando são usadas na ficção, como se tivessem sido inventadas", frisou a autarca.

De acordo com a BBC, a Netflix garantiu que não irá remover as imagens usadas em "Bird Box".