De acordo com números divulgados pela imprensa especializada nesta terça-feira, a série de televisão norte-americana «Dois Homens e Meio» (Two and a Half Men, no original) bateu o seu recorde de audiência na segunda-feira, no episódio em que o ator Ashton Kutcher se estreou no lugar de Charlie Sheen.

Os 27,8 milhões de espetadores, alcançados no primeiro episódio da nova temporada representam o dobro dos números alcançados na temporada anterior, quando 14,6 milhões viram o primeiro episódio.

O regresso da série era aguardado com expetativa desde o polémico despedimento de Charlie Sheen no passado mês de fevereiro.

Neste primeiro episódio, que foi exibido no canal CBS, confirmaram-se as especulações dos fãs e as informações que foram saindo na imprensa: os argumentistas «mataram» a personagem de Charlie Sheen, atropelado por um comboio no metro de Paris.

Já a personagem de Ashton Kutcher, um jovem bilionário que fez fortuna em negócios na internet, surge após uma tentativa fracassada de suicídio.

No último domingo, véspera do lançamento da nova temporada, Charlie Sheen fez um discurso que surpreendeu todos durante a cerimónia dos Emmy Awards.

Depois de ter criticado toda a equipe da série nas semanas posteriores à sua demissão, o ator fez questão de mostrar que queria fazer as pazes: «Do fundo do meu coração, desejo a vocês nada menos que o melhor para a próxima temporada. Passámos oito anos maravilhosos juntos e sei que vocês vão continuar a fazer ótimos programas», declarou.

Ainda na segunda-feira, Jon Cryer, seu ex-colega na série e que recebeu nesse dia a sua estrela no Passeio da Fama em Hollywood Boulevard, aceitou o pedido de desculpas dizendo: «Preciso agradecer ao meu colega durante oito anos, Charlie Sheen, com quem adorei trabalhar».

SAPO/AFP

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.