Depois de "O Desaparecimento de Madeleine McCann", série documental que chegou no início de março na Netflix, o canal Investigation Discovery prepara-se estrear uma nova produção sobre o desaparecimento da menina inglesa, em 2007, na Praia da Luz, no Algarve.

"12 anos após o desaparecimento mais mediático do século, a verdade continua por apurar. O ID – Investigation Discovery vai mais longe e quer saber onde estará a menina de olhos doces, no documentário ‘The Madeleine McCann Mystery’, que será emitido a 26 de maio às 23 horas", avança o canal em comunicado.

"The Madeleine McCann Mystery" promete analisar durante duas horas os detalhes da história, "criando uma linha cronológica desde o momento em que Madeleine desapareceu, até às acções levadas a cabo pelas autoridades e aos esforços dos pais para encontrá-la".

Gonçalo Amaral, ex-inspetor da Judiciária responsável pelo caso, Francisco Moita Flores, antigo inspetor, e Fernando Pinto Monteiro, Procurador-Geral da República à época, entre outros, são alguns dos protagonistas da história. O especial de duas horas contém ainda testemunhos de especialistas e jornalistas norte-americanos que acompanharam o caso.

"O desaparecimento de Madeleine McCann é o pesadelo de todos os pais: a nossa filha desaparece de um quarto de hotel, num país estrangeiro, sem deixar rasto", frisa Henry Schleiff, presidente do Investigation Discovery, Travel Channel, American Heroes Channel e Destination América. "Existe alguém que sabe realmente o que aconteceu a Madeleine. É por isso que queremos envolver os nossos espectadores, de forma a trazermos uma atenção renovada a este caso desolador esperando que possamos fazer justiça, de uma vez por todas", acrescenta.

Em comunicado, o canal sublinha que "The Madeleine McCann Mystery" é um "documentário imparcial, que disseca todas as linhas de investigação que foram sendo conhecidas, ao longo destes 12 anos, mas que nunca foram conclusivas". Porque a verdade merece ser conhecida, todos os pormenores contam. E porque Madeleine merece justiça, o caso continua a merecer a atenção internacional.

Veja aqui um excerto do documentário.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.