A série, que está em fase de finalização, tem 26 episódios dedicados ao tema das "crias de animais no momento de irem dormir". "Em dois minutos tentamos mostrar como é que os animais se comportam na hora de adormecer", explicou à agência Lusa o realizador e produtor José Miguel Ribeiro.

"Crias" é uma ideia original da realizadora portuguesa Joana Peralta, do coletivo Videolotion, e foi feita em coprodução com a Praça Filmes, de José Miguel Ribeiro, e com a produtora francesa JPL Films, de Jean-Pierre Lemouland.

Mais do que uma série televisiva, o projeto, que obteve financiamento dos dois países, "é uma coleção de curtas-metragens como uma janela do que é a produção nacional e francesa. É uma montra da riqueza da animação. Há 'stop motion', há desenho, 3D, pintura sobre tela, sobre areia", sublinhou José Miguel Ribeiro.

O primeiro episódio, de Camille Authouart e Mélia Rivoal-Gilson, é dedicado aos crocodilos, mas a série mostrará também como se comportam outros seres vivos na hora de dormir, como lontras, morcegos, vespas e cobras, sublinhando essa ideia de que "a natureza é mais complexa e rica do que parece".

A série deverá estar concluída depois do verão, terá versões em português, francês e bretão, será exibida pela RTP e por canais franceses.

A estreia acontecerá no festival de Annecy, onde o primeiro episódio foi selecionado para a competição oficial na categoria de televisão.

Entre os 26 realizadores que integram este projeto estão, entre outros, Pedro Serrazina, Bruno Caetano, André da Loba, João Monteiro, Marta Reis Andrade, José Miguel Ribeiro e Joana Nogueira.

A música é de Raimundo Carvalho e Miguel Fernandes.

O Festival de Cinema de Animação de Annecy decorrerá de 10 a 15 de junho.

Da competição de curtas fará parte ainda "Tio Tomás - A contabilidade dos dias", de Regina Pessoa, que regressa a um festival onde tem estado com regularidade e onde foi distinguida em 2006 com o filme "História trágica com final feliz".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.