O carismático humorista e apresentador, de 57 anos, está de regresso com «Herman 2011», no próximo dia 17, pelas 22h30, e não podia estar mais confiante.

«Tinha muitas saudades. É um projeto que adoro, que me parece ser útil na televisão de serviço público e que me reconciliou com o público», revelou o apresentador à «TvGuia», acrescentando que no primeiro programa irá contar com a presença de quatro convidados muito especiais:
«Convidei os músicos-maravilha Paulo de Carvalho, Fernando Tordo e Carlos Mendes. A 4ª convidada é surpresa!».

Quando questionado se teme a concorrência e as audiências, Herman José respondeu com a sua habitual sinceridade acutilante:
«Foi a essa tentação que sucumbi em 'Herman SIC' e que me levou a refugiar nas 'pombas giras', nas mamas ao léu e nos bruxos. A vantagem do serviço público é que se rege por critérios mais subjetivos do que as privadas, onde o que conta são os números, mesmo que para isso se feche pessoas em casas como animais ou se obrigue cidadãos com mais de 140 quilos a destruírem as articulações à frente das câmaras", disse, atacando os reality shows da SIC e da TVI.

De bem com a vida, Herman admite que não o preocupa esta guerra desmedida entre televisões e formatos. Agora, só quer dedicar-se por inteiro à RTP e aos seus espectáculos... o resto não importa.

«Voltei ao paradigma dos anos 80: a TV é um complemento, nunca a atividade principal. Não volto a correr esse risco artístico. Estou de corpo e alma com duas paixões: a RTP e os espetáculos em Portugal e na diáspora. Destes amores só a morte me demoverá», concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.